Pesquisa

Projeto que amplia posse de arma em propriedade rural é aprovado na Câmara

em quinta-feira, 22 de agosto de 2019

O projeto segue agora para sansão do presidente Bolsonaro

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou na noite de ontem (21), por 320 votos a 61, o Projeto de Lei 3.715/19, que permite a posse de armas em todo o espaço de uma propriedade rural, permitindo o direito de andar com uma arma de fogo em qualquer parte de uma área rural privada. Antes, a posse só era liberada a ser usada na “sede”.

O deputado Afonso Hamm (PP-RS), relator do projeto, afirmou que “a arma, que nas mãos dos bandidos é uma ameaça à sociedade, nas mãos do cidadão de bem é garantia da paz social, porque ele vai usá-la em defesa da sua vida e de seus familiares”.

O deputado Jorge Solla (PT-BA), contrário à posse, afirmou que a posse estendida poderá aumentar a violência no campo. “Só quem tem a ganhar são as milícias, são os fabricantes de arma, são os que promovem a violência no campo”, comentou.

Por fim, a câmara aprovou o projeto, este que seguirá agora para a sanção (ou veto) do presidente Jair Bolsonaro

LEIA MAIS

Bolsonaro rebateu as críticas da mídia: "Eu fui eleito para interferir mesmo".

em quarta-feira, 21 de agosto de 2019


Bolsonaro rebateu críticas feitas pela mídia de que ele estaria interferindo nas instituições.


Em uma reação às críticas de que tem interferido na Polícia Federal e na Receita, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que foi eleito justamente para tomar decisões e que não será um “banana” ou um “poste” no exercício do mandato.

“Houve uma explosão junto à mídia no Brasil, uma explosão. Está interferindo? Ora, eu fui [eleito] presidente para interferir mesmo, se é isso que eles querem. Se é para ser um banana ou um poste dentro da Presidência, tô fora”, declarou.

Além da transferência e substituição de liderança do Coaf, Bolsonaro também interferiu no comando da superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro.

A pedido do presidente, o que causou um constrangimento ao ministro da Justiça, Sergio Moro, foi trocado o comando da superintendência da PF no Rio de Janeiro. E, na segunda-feira (19), também após uma interferência dele, foi afastado o subsecretário-geral da Receita Federal.

" Na Polícia Federal, eu indiquei o Moro. E o Moro indicou o diretor-geral. E ali, no quarto escalão, há as superintendências. Onze já foram mudadas. Quando apareceu a do Rio de Janeiro, eu fiz uma sugestão de pegar o superintendente de Manaus"  disse Bolsonaro.

O presidente ressaltou que a Receita Federal “tem problemas” e que, por isso, deve haver novas mudanças, sem especificá-las. Uma das possibilidades cogitadas é a troca do secretário especial, Marcos Cintra.

"A Receita Federal tem problemas. Faz um bom trabalho, mas tem problemas. E devemos resolver esses problemas trocando gente" disse.

*Folhapress
LEIA MAIS

Michelle Bolsonaro recebeu a visita do pastor Josué Valandro e sua esposa Bianca Valandro.

Com uma primeira dama de respeito – escreveu Bianca Valandro.


Bianca Valandro, esposa do pastor Josué Valandro revelou que fez uma visita a Michelle Bolsonaro, nesta ter-feira (20). Ela compartilhou uma foto ao lado da primeira-dama em sua rede social.

Bianca é esposa do pastor Josué Valandro, líder da Igreja Batista Atitude, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, que também aparece na imagem.

O casal esteve em Brasília, na semana passada, e aproveitou para ver Michelle, que era membro da igreja antes de se mudar para Brasília. De acordo com o portal de notícias Pleno News.

Na foto, o casal aparece com Michelle no Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente Jair Bolsonaro.


LEIA MAIS

Filha de Flordelis confirma que foi mandante do crime e que a mãe sabia de tudo.

Marzy Teixeira teria oferecido dinheiro ao irmão para matar Anderson.


Em depoimento a policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, Wagner Andrade Pimenta, conhecido como Misael, um dos filhos adotivos da deputada federal Flordelis e do pastor Anderson do Carmo, afirmou acreditar que a mãe foi a “mentora intelectual” da morte do pai. O relato foi dado por ele no dia 18 de junho deste ano, dois dias após o crime. Misael foi um dos primeiros a prestar depoimento atribuindo à Flordelis participação no assassinato.

No dia 24 de junho, Misael deu um novo depoimento à polícia e, na ocasião, relatou ter descoberto que Flordelis digitou uma das mensagens que a irmã, Marzy Teixeira, enviou para Lucas pedindo que ele matasse Anderson. Segundo Misael, Marzy foi questionada pela esposa dele, Luana, sobre a mensagem, e ela admitiu que o texto foi escrito pela pastora.

Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico apenas de Flordelis, e Lucas Cézar dos Santos, filho adotivo do casal, são réus pela morte do pastor. De acordo com as investigações, o primeiro foi o responsável por atirar na vítima e o segundo, o auxiliou na compra da arma do crime. A polícia agora investiga a participação de outras pessoas da família na execução.

De acordo com a reportagem do jornal O Globo desta terça-feira (20), Marzy Teixeira da Silva confirmou que é a mandante do assassinato do pastor. Ela pediu a um dos irmãos, Lucas Cézar, que está na cadeia, que matasse o próprio pai. Essa informação já tinha sido trazida pela Record TV. No entanto, no detalhamento da reportagem de O Globo, fica claro que, no depoimento de Marzy, Flordelis pode ter complicações.
LEIA MAIS

Durante entrevista Lula diz: “Vou fazer um protesto na porta da Globo”



O petista Luiz Inácio Lula da Silva, atual presidiário, detido pela Operação Lava Jato por corrupção e lavagem de dinheiro, deu entrevista recente ao jornalista Bob Fernandes, e o vídeo completo foi postado no YouTube, e parte dele exibido na TVE da Bahia. Quando perguntado de planos para o futuro, Lula afirmou ter “que fazer um protesto, é uma coisa que eu queria fazer antes de ser preso, na porta da Rede Globo de Televisão.”

“Preciso dizer umas boas para os Marinho (herdeiros da rede de tv) e para o Ali Kamel (diretor-geral de jornalismo da Globo). Tenho arquivado todas as horas que esses caras falaram mal de mim”, afirmou.

“Só em 2018 foram duzentos Jornais Nacionais contra o Lula. Já passaram de quatrocentas horas demonizando o Lula e endeusando o Moro. […] a Rede Globo assumiu o comando político da maledicência nesse País”, continuou o ex “soberano” hoje detido.

“Todo o ódio contra a Copa do Mundo (de 2014, ocorrida no Brasil), todo o ódio de 2013 (protestos contra o governo da petista Dilma) e todo o ódio contra a política é incentivado e mastigado pela Globo”, acusou, finalizando, o petista. Pelo visto, os planos de “protesto” do petista ainda vão demorar um pouco a se concretizarem, sua detenção em si já diz respeito a muita coisa.

*MBL News.
LEIA MAIS


Topo