Pesquisa

Alexandre Nardoni deixará prisão para regime semiaberto

em terça-feira, 30 de abril de 2019


A Justiça concedeu regime semiaberto e Alexandre Nardoni, condenado a 30 anos e dois meses de prisão pela morte de sua filha Isabella, poderá deixar a prisão na qual está, em Tremembé (SP), há 11 anos.

A decisão, de segunda-feira (29) é da juíza Sueli Zeraik, da1ª Vara de Execuções Criminais (VEC) de Taubaté. O Ministério Público já anunciou que vaio recorrer da decisão.

A juíza considerou em sua decisão que Alexandre tem comportamento carcerário considerado ótimo. Também afirma que nenhum fator desabona a conduta dele dentro do sistema prisional.

A magistrada também ponderou que ele tem vínculos familiares estruturados, além de planos para o futuro que apontam para uma retomada gradual da vida nois âmbitos pessoal, profissional e familiar.

Nesse tipo de regime, o detento tem a possibilidade de trabalhar fora da unidade na qual está preso durante o dia, voltando para a penitenciária apenas para dormir.

Além deste benefício, os presidiários neste regime e com bom comportamento podem também deixar a prisão por até 35 dias no ano. Também ré neste caso, Anna Carolina Jatobá, esposa de Alexandre, já usufrui deste benefício desde 2017.

O casal nega, desde 2008, ano em que ocorreu o crime, que tenha matado a menina Isabella.

Um comentário:

  1. Dois monstros que mereciam perpétua ou pena de morte.Nossas leis são uma bosta. Vão queimar na fornalha do inferno.

    ResponderExcluir



Topo