Pesquisa

Juíza do DF confronta Bolsonaro e manda manter radares

em quinta-feira, 11 de abril de 2019

A juíza determinou que União mantenha a instalação de radares eletrônicos a pedido de senador

Nesta quarta-feira (10) a juíza Diana Wanderlei, da 5ª Vara Federal em Brasília, ordenou que o governo mantenha a instalação de mais de 8 mil radares eletrônicos pelas estradas do país, em caso de desobediência desta decisão, o governo deverá pagar multa de R$ 50 mil diária.

A juíza também determinou que sejam renovados os contratos com as concessionárias que fornecem os equipamentos.

No final de Março, o Presidente anunciou que seria cancelada a instalação dos radares que, segundo ele, servia apenas para gerar dinheiro para o Estado.

Em uma ação popular na justiça, o senador Fabiano Contarato (Rede-ES) questionou a decisão do governo e foi atendido pela juíza.

“Não instalar os radares ataca o problema errado, causando outro, onde a medida estaria cumprindo bem o seu papel: acidentes e mortes em estradas, podendo ensejar, inclusive, a responsabilidade de indenização do Estado por culpa administrativa…”, afirmou a juíza Diana Wanderlei.

O governo pode recorrer ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

Informações obtidas no jornal O Globo.

Um comentário:

  1. UMA JUIZA ,MANDA MAIS QUE O PRESIDENTE DA NAÇÃO???.....QUE PORRA É ESSA???...QUER EVITAR ACIDENTE??? NO LUGAR DE RADAR COLOQUE LOMBADAS.......

    ResponderExcluir



Topo