Pesquisa

Passaporte diplomático a Edir Macedo foi dado inicialmente por Lula em 2006

em segunda-feira, 15 de abril de 2019


Líder da Igreja Universal do Reino de Deus, o bispo Edir Macedo recebeu nesta segunda (15) passaporte diplomáticos. A concessão, que também agracia a mulher de Macedo, Ester Eunice Rangel Bezerra, foi publicado em portaria do Ministério das Relações Exteriores.

A prática, que tomou as redes sociais ao longo da segunda, não é, no entanto, novidade. O dono da Record TV já usufruiu do benefício de 2006 a 2017, recebendo-o inicialmente no governo Lula (PT), em 2006; sua renovação ocorreu em 2011 e 2014, já na gestão de Dilma Rousseff (PT).


De acordo com o portal UOL, que fez contato com o Itamaraty, o documento anterior havia sido concedido em 2014 e expirado em 2017. Portanto, a portaria publicada se referia a uma nova concessão, e não renovação.

O novo passaporte dos Macedo terá duração de três anos e, segundo a portaria assinada pelo chanceler, “seu titular poderá desempenhar de maneira mais eficiente suas atividades em prol das comunidades brasileiras no exterior”.

Para que serve o documento?

Ter um passaporte diplomático facilita bastante o trânsito de seus portadores em aeroportos. Nestas áreas, não há necessidade de pegar fila, além de receber atendimento especial ao despachar bagagens. Em alguns países, é dispensada até a necessidade de visto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Topo