Pesquisa

Trabalhadora morre após inalar fumaça de pneus queimados por grevistas

em terça-feira, 18 de junho de 2019

A vitima estava a caminho do trabalho, ela deixa 8 filhos.

A mulher que estava dentro de um ônibus a caminho do trabalho morreu na tarde desta segunda-feira (17) após inalar fumaça de uma barricada de pneus queimados, na Avenida Antônio Carlos, na Região da Pampulha, durante a greve geral da esquerda na última sexta-feira (14). Edi Alves Guimarães, de 53 anos, estava internada no CTI do Hospital Risoleta Neve após passar mal.

Edi, mãe de 8 filhos, trabalhava como encarregada de limpeza e seguia de Santa Luzia para Belo Horizonte de ônibus quando, por volta das 6h40, manifestantes interditaram a pista com pneus queimados. O grande volume de fumaça causou um mal estar na mulher que foi socorrida pela polícia, sendo levada ao hospital Risoleta Neves em estado grave e depois transferida para o Centro de Tratamento e Terapia Intensiva (CTI), que não resistiu e veio a óbito.

Segundo o coordenador do pronto-socorro do Hospital Risoleta Neves, Arthur Alberto Braga Guimarães, foram realizadas medidas de reanimação e depois sedada. Ainda não há informações sobre a data do velório da vítima.

*Informações do G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Topo