Pesquisa

Advogados de hacker dizem que foram deixadas cópias de conversas vazadas com pessoas dentro e fora do país

em segunda-feira, 29 de julho de 2019

Em nota publicada, o suposto hacker diz também que as autoridades e serviços online deveriam testar a segurança dos aplicativos que usam´

Os advogados de Walter Delgatti Neto, um dos detidos pela Polícia Federal suspeito de ser o hacker que invadiu celulares de autoridades, divulgaram uma nota neste domingo (28) na qual informam que ele deixou cópias de conversas dos procuradores da Laja Jato com outras pessoas dentro e fora do país.

Walter Delgatti foi preso na semana passada pela Polícia Federal na Operação Spoofing que investiga a invasão de celulares de autoridades. Em depoimento, o suspeito disse ter acessado os arquivos do procurador Deltan Dallagnol e os repassou ao jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept.

Em nota, os advogados dizem que, para o cliente, os serviços online e o poder público deveriam testar segurança de aplicativos como o Telegram, aplicativo usado pelos juízes e procuradores e que foi usado para acessar os celulares.

“Para todos os fins, registra, por pertinente, que o conjunto das informações está devidamente resguardado por fiéis depositários, nacionais e internacionais”, diz um trecho da nota.

A nota tem a assinatura dos advogados Luis Gustavo Delgado Barros e Fabrício Martins Chaves Lucas.

Com informações do portal G1.

Um comentário:

  1. Mentira, esses caras não tem esse kI todo não, se tivesse não teria sido pego nem precisado de Manoela...

    ResponderExcluir



Topo