Pesquisa

O que a PF está perguntando aos hackers que invadiram o celular de Moro?

em quarta-feira, 24 de julho de 2019


Interrogatório acontece em Brasília.


A Polícia Federal prendeu ontem 4 supostos hackers dos celulares do Ministro Sergio Moro e que podem também ter sido os responsáveis pelas invasões de procuradores como Deltan Dallagnol.

Os suspeitos foram levados a Brasília para serem interrogados. O Antagonista publicou uma série de perguntas que estão sendo feitas aos suspeitos. Veja abaixo:

— Alguém pagou para que eles invadissem os celulares de Sergio Moro, Deltan Dallagnol e demais autoridades?

— Se pagou, quem pagou?

— Se foi pago, quanto pagou?

— Se foi pago, como pagou?

— Foi um serviço oferecido ou sob encomenda?

— Se foi oferecido, quando isso ocorreu?

— Se foi encomendado, quando isso ocorreu?

— O período de hackeamento vai de quando a quando?

— Quem publicou participou da negociação?

Sobre os hackers, seus nomes são Walter Degatti Neto, Gustavo Henrique Elias Santos, Suelen Priscila de Oliveira e Danilo Cristiano Marques. Foram presos em São Paulo, Araraquara e Ribeirão Preto. Um deles, Walter Degatti, é o que mais apareceu em publicações na internet até agora: Twitter cheio de mensagens contra a Lava Jato, a favor de Lula e até divulgações das matérias do The Intercept. Ele também é filiado ao DEM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Topo