Pesquisa

Sorte - "Sem querer" Polícia federal encontra o doleiro mais procurado pela Lava Jato.

em quarta-feira, 31 de julho de 2019

Dario Messer foi levado para o aeroporto de Congonhas para ser transferido para o Rio — Foto: Reprodução/TV Globo

A prisão de Dario Messer, hoje em São Paulo, foi uma feliz surpresa para os agentes da Polícia Federal, que foram ao local para cumprir um mandado de busca e apreensão.

O objetivo do juiz Marcelo Bretas era coletar papéis que provassem atos de corrupção, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e organização criminosa por parte do doleiro.

Chegando lá, os policiais toparam com o homem mais procurado da Lava Jato do Rio de Janeiro.

O doleiro estava em São Paulo no apartamento de uma amiga, Mary Oliveira Athayde. De acordo com as investigações, Messer vivia entre São Paulo e a tríplice fronteira no Paraguai.

"A Operação Câmbio Desligo atingiu o braço financeiro das organizações criminosas que dilapidam permanentemente o erário. A prisão de Dario Messer vem mais um passo para alcançar a sua desestabilização, retirando do convívio público o cérebro dos doleiro", disse o delegado Alexandre Bessa, que fez a prisão.

Essa é a primeira vez que Dario Messer é preso. O doleiro responde a inquéritos policiais desde o fim dos anos de 1980. Neste período, movimentou dinheiro de forma suspeita de políticos, empresários e criminosos.


De acordo com o Ministério Público Federal, Dario Messer, juntamente com os colaboradores Tony e Juca Bala, desenvolveu uma complexa rede de câmbio paralelo baseada inicialmente no Brasil e, posteriormente, no Uruguai. Essa complexa rede de doleiros foi utilizada pelo ex-governador Sérgio Cabral, através dos irmãos doleiros Renato e Marcelo Chebar, para enviar recursos ao exterior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Topo